domingo, 14 de maio de 2017

Papo de Monstro - Cubo Gelatinoso

Bem vindos à Papo de Monstro, sua coluna semanal sobre monstros de RPG e da cultura pop!

Na coluna dessa semana, vamos falar de uma das criaturas mais versáteis de D&D.Um encontro com ela pode ser uma armadilha, uma distração ou até mesmo um combate direto.

"Vocês abrem a porta e veem o que parece ser um cadáver flutuando no meio do corredor, o ar brilha levemente ao redor dele. Ele começa a se aproximar lentamente. Quando vocês fecham a porta, um rato se assusta com o barulho e dispara pelo corredor. Assim que chega perto do cadáver flutuante, o rato parece ficar paralizado e, aos poucos, começa a flutuar junto com o corpo."




Criado por Gary Gygax em 1974, o Cubo Gelatinoso fez sua estreia na histórica caixa branca, a primeira edição de D&D. Uma das criaturas criadas especialmente para o jogo, sua inspiração aconteceu mais por motivos táticos, como conta o site Giant Bomb:
Pensando em se aproveitar do fato de que a maioria das aventuras se passava em ambientes fechados, em corredores de 3m², Gary decidiu criar um monstro específico para esse tipo de ambiente, como conta o site Giant Bomb:

"O Cubo Gelatinoso foi criado por Gygax como uma piada sobre o fato de que a maioria das masmorras da época eram feitas com grids em que cada espaço tinha 3m³. O Cubo é um monstro  desenvolvido especificamente para se aproveitar disso, já que tem o tamanho exato de um espaço do mapa." Traduzido de https://www.giantbomb.com/gelatinous-cube/3015-7196/


Após sua aparição na primeira edição do jogo, o Cubo Gelatinoso se tornou figurinha carimbada em D&D. Logo, Gygax decidiu dar uma origem mais criativa para o monstro:

"Minha ideia era que ambos (limo cinza e o cubo gelatinoso) foram criações acidentais de um alquimista descuidado que jogou vários experimentos fracassados em uma fossa séptica. Lá, essas misturas afetaram seres unicelulares" Traduzido de http://rpg.crg4.com/originsN.html#ooze

Graças a sua quase invisibilidade, Cubos Gelatinosos são uma ótima escolha para surpreender aventureiros e criar eventos únicos em uma masmorra. Seja colocando alguns deles patrulhando os corredores ou fazendo um labirinto em que todas as paredes sejam Cubos paralisados, o Cubo é a escolha certa para obrigar os jogadores a pensarem fora da caixa.

E claro que o Cubo Gelatinoso não ia escapar de ser referenciado em outras mídias. Desde outros RPGs de mesa como Pathfinder, até jogos como Runescape, o Cubo esteve presente em vários deles. Destaco aqui a aparição do Cubo em Hora de Aventura, um desenho que já foi citado no texto sobre a Pantera Deslocadora. (A influência de D&D em Hora de Aventura é muito forte, vale até uma coluna própria mais pra frente)

Depois de pegar a chave, vai ser hora de lavar as mãos
Espero que tenham gostado da coluna dessa semana, pessoal. Continuem a conversa aí nos comentários. Digam o que acham do Cubo Gelatinoso, contem encontros que já tiveram com a criatura ou deixem sugestões de monstros para a coluna. Abraços e até a próxima.

3 comentários:

  1. Ótimo post, Miguel. Gosto de colocar espadas brilhantes e poções no interior da criatura. Nunca falha! kkkkkk

    ResponderExcluir