quinta-feira, 20 de abril de 2017

Papo de Monstro - Bulette

Olá, amigos! Todos prontos para mais uma edição do Papo de Monstro?

Nessa coluna, vamos voltar ao D&D para falar de um dos meus monstros favoritos. Além disso, essa criatura não só influenciou a cultura pop, como também foi criado graças à ela.

"Foi tão rápido! O chão começou a tremer e a terra a se revirar durante a noite. Os cavalos foram os primeiros a desaparecer, sugados para dentro do buraco que surgiu no meio do acampamento. Foi então que a criatura surgiu. Grande como um touro e com uma carapaça enorme lhe cobrindo."
O "primeiro" Bulette - Dragon Magazine 1
A primeira aparição oficial do Bulette foi na primeira edição da revista Dragon, em junho de 1976. Tim Kask, um dos editores e play testers originais do D&D, estava preparando a revista para impressão quando um dos negativos foi destruído. Então, para preencher o espaço que faltava, ele foi falar com Gary Gygax:

"Fui falar com Gary levando um saco de monstrinhos de brinquedo. Vários monstros originais e icônicos do jogo nasceram dessas miniaturas de Hong Kong. Gary olhou os que ainda não havíamos usado, apontou para um e falou: 'Esse apareceu só duas vezes nos testes. Nós o chamamos de Bullet. Ele corre e derruba pessoas'" (Traduzido de https://www.youtube.com/watch?v=kPepszyjh3g)

Miniatura do Bulette
Apesar de sua aparência ter sido definida pelo brinquedo que Gygax comprou, a inspiração para as habilidades que definem o Bulette surgiram a partir de um esquete do Saturday Night Live, como o próprio Tim Kask explica:

"O mundo estava passando pela loucura pós Tubarão, e o Saturday Night Live fez uma paródia do filme. Em algum momento, alguém falava de um 'Land Shark'. Foi aí que tive o estalo, esse seria seu nome comum; a barbatana ficaria visível quando ele se movia sob a terra. Foram as fontes mais aleatórias possíveis: uma esquete do Saturday Night Live e um brinquedinho de plástico." (Traduzido de https://www.youtube.com/watch?v=kPepszyjh3g)

Com essa origem, não é surpresa que o Bulette tenha dado a volta e chegado à cultura pop. Nos games, o monstro se faz presente desde os jogos antigos de D&D, como Eye of the Beholder, até RPGs mais recentes, como Final Fantasy XV. 
Além dos games, o Bulette também apareceu recentemente no conto "A Nova Armadura de Katabrok", do livro Crônicas da Tormenta - Volume 2.
Pra completar, o Bulette também aparece em outros jogos de RPG. Do Pathfinder ao Old Dragon, jogos de fantasia medieval fazem questão de contar com o tubarão da terra.

Isso fecha a coluna de hoje, pessoal. Deixem aí nos comentários o que vocês acham do Bulette e aproveitem para fazer sugestões de monstros para a coluna.

Até a semana que vem!

PS: Se alguém quiser ver a esquete original do SNL: https://www.youtube.com/watch?v=gxMLgjhOV5E

10 comentários:

  1. Não conhecia essa influência da esquete do SNL! Muito bom, Miguel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso me surpreendeu quando eu tava pesquisando. Inspiração pode vir dos lugares mais improváveis mesmo... XD
      Ah, dei uma editada pra colocar o link da esquete no fim.

      Excluir
  2. Gostei muito desse blog e dessas matérias sobre os monstros. Parabéns pela qualidade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Denis. Essas matérias do Miguel são bem maneiras mesmo. Ele pesquisa bastante. Abraço.

      Excluir
    2. Legal saber q vc curtiu, Denis. Fica ligado porque vem mais por aí.

      Excluir
  3. Por algum motivo ele me lembra o Blastoise kkk

    ResponderExcluir
  4. Mais um ótimo post. Gostaria de fazer uma sugestão de monstros, na verdade monstros rs: os dragões. Minha curiosidade vai mais no sentido de saber a origem de todas aquelas variações de dragões do Livro dos Monstros!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou passar sua sugestão pro Miguel. Que bom que curtiu a postagem. Abraço.

      Excluir
    2. Valeu pelo comentário, Diogo.
      E pode deixar que sua sugestão está anotada. Tô pensando em fazer algo diferente pros dragões.
      Eles merecem, afinal, dão até nome pro jogo... :P

      Excluir